puro sertão - Sertanejo

quinta-feira, 3 de março de 2016

Estudantes protestam por prédio escolar no distrito de Timonha, em Granja

Foto :Folha Granjense
Estudantes promoveram, na tarde e noite de ontem, 02, um protesto pelas ruas do distrito de Timonha, a 45 km da sede do município de Granja, no Litoral Oeste do Ceará, para reivindicar a construção de um prédio escolar para abrigar as 11 turmasque cursam o ensino médio na extensão do Colégio Estadual São José na localidade.Eles denunciam que estão sendo prejudicados devido a falta de um espaço adequado para as aulas.
Segundo os manifestantes, o problema já é antigo e teria se agravado no início de2016 depois que a Igreja Católica resolveu não mais conceder o espaço da casa paroquial que vinha sendo ocupado há alguns anos. As razões alegadas pela paróquia é de o recinto seria destinado para os romeiros e peregrinos que visitam o local.
Atualmente, o grupo de 270 alunos está dividido e vivendo na improvisação. Para não ficarem sem aulas, alguns receberam a solidariedade do pai de uma das estudantes, que cedeu a sala da própria casa, e de uma pequena comerciante, que ofereceu oespaço onde funciona sua lanchonete.
Porém, de acordo com Danielle Araújo de Mesquita, que cursa o 2° ano no período da noite, os locais não oferecem as mínimas condições pois não há ventilação e os alunos são obrigados a levarem água de casa se não quiserem passar  sede. Um outro detalhe, ainda conforme Danielle, é que não há servidores da instituição emuitas das vezes são os próprios estudantes que fazem a limpeza dos ambientes.

Por conta das dificuldades, alguns já desistiram e outros em melhores condições financeiras tiveram que mudar para centros melhores para não prejudicarem osestudos. Na extensão do CESJ em Timonha estudam jovens e adultos das localidades de Conselho, Cocal,  Escondidos, Morros, Queimadas, Anjicos e Caraúbas.


Fonte:Folha Granjense

Nenhum comentário: